fbpx
Atendimento

Relacionamento com o paciente aprenda aqui como conhecê-lo melhor

Relacionamento com o paciente aprenda aqui como conhecê-lo melhor

Existe algum motivo para nutrir o relacionamento com o paciente? Conhecê-lo pode ser a resposta inicial para essa questão. Mas, talvez, o mais eficaz seja dizer que entendendo melhor o paciente, você fica mais apto para lidar com ele.

Quando uma empresa conhece a forma como um cliente se comporta, é possível fazer propagandas, modificar o atendimento, estabelecer objetivos em longo prazo, propor reformas físicas no ambiente etc. E, o mais importante, entender o cliente permite que você consiga fidelizá-lo ao seu negócio.

Fidelizar um paciente significa ter alguém que indica e defende sua clínica e, quando necessário, reclama de forma sincera, sem exageros. Isso só acontece quando você entra em contato real com o paciente, conhecendo-o e interagindo com ele.

Pensando nisso, separamos aqui algumas dicas para que você possa conhecer melhor seus pacientes. Confira.

Questione-se

Quem é o paciente? O que faz ele procurar por você? O que você oferece? O que o paciente acha da concorrência?

Com essas quatro perguntas, é possível ter uma ideia geral de quem são os pacientes que você atende e do que eles pensam. Anote as respostas e tente observá-los para conferir se os resultados estão certos.

Deixe uma caixa de comentários em sua clínica

A caixa de comentários é um método interessante para você melhorar o relacionamento com os pacientes. As sugestões deixadas funcionam como feedback sobre seu atendimento e cada comentário serve para mostrar como o paciente se comporta.

Pacientes mais exigentes? Eles devem apontar que preferem um atendimento mais cortês. Pacientes mais velhos? Provavelmente, pedirão mais conversa durante as consultas. E por aí vai.

Converse com o paciente

Essa dica parece óbvia, mas não é raro encontrar médicos que passam todo o período do atendimento focados apenas na parte técnica. Quando falamos aqui em conversar com o paciente, significa falar sobre quaisquer outros assuntos, menos a medicina.

À medida que conversas menos formais vão acontecendo, o paciente inevitavelmente falará sobre sua vida pessoal. Preste atenção nesses detalhes, continue a conversa e lembre-se de anotar posteriormente.

Pergunte diretamente

Tem alguma dúvida sobre o comportamento do seu paciente? Alguma suspeita? Acredita que falta alguma informação para conhecê-lo melhor? Escolha um paciente que você gosta de atender e pergunte-o.

Você vai obter uma resposta direta, franca e realista. Dessa forma, evita o engano da suposição. Nesse caso, é fundamental que seja um paciente que você gosta de atender porque, dessa forma, mais pessoas com esse perfil serão atraídas.

Observe os padrões

Sempre existe um padrão comportamental entre os pacientes. Para entender essas características, é necessário observar. Por exemplo: muitos deles estão mexendo a perna na sala de espera. O que pode significar? Talvez, estejam mais acostumados com um entretenimento mais ativo e faltam estímulos na recepção do seu consultório.

Todas as análises podem ser feitas dessa forma. Observe o comportamento, entenda-o e deduza o motivo pelo qual ele acontece. Essa é a mesma estratégia utilizada na Psicologia para analisar pacientes, porém de um jeito mais simples.

Seguindo essas dicas, você conseguirá um grande número de informações sobre seus pacientes. Lembre-se sempre de organizar esses dados para não ficar perdido depois.

Para finalizar, é sempre importante ressaltar que, quanto mais você conhece seus pacientes, melhor você atua em relação a eles. Conhecer o paciente é a forma mais efetiva de garantir que ele permanecerá com você, que você está acertando no atendimento e que receberá indicações futuras.

Essas são as nossas dicas para você melhorar o seu relacionamento com pacientes. Tem alguma dúvida? Sugestão? Uma dica que não falamos? Comente.

Deixe seu comentário