fbpx
Sem categoria

Quais são os riscos do mau atendimento no consultório médico?

Quais são os riscos do mau atendimento no consultório médico?

Como em qualquer negócio, passar por um mau atendimento em um consultório médico pode afastar definitivamente o cliente – no caso, paciente – dos profissionais que trabalham no lugar. Na Medicina, essa questão é especialmente delicada, pois envolve a saúde de pessoas.

É importante lembrar que o mau atendimento não diz respeito somente ao que acontece na consulta em si, mas na marcação dela, na pontualidade do profissional e em todos os outros pontos que envolvem a relação da clínica com o paciente.

Um paciente que não tenha gostado do atendimento que recebeu dificilmente indicará os serviços ou voltará a fazer algum tratamento com o profissional do consultório.

Saiba quais são os riscos que o mau atendimento apresenta para sua clínica:

Pacientes podem abandonar o consultório médico

Um dos efeitos diretos do mau atendimento é a insatisfação do paciente. Normalmente, isso começa a ser demonstrado em reclamações sobre procedimentos, queixas sobre o preço e faltas constantes às consultas.

Com a persistência do mau atendimento, o paciente desliga-se do médico e busca alternativas. Quando isso acontece, significa que a pessoa está tão desgastada com a relação que tem com o profissional que prefere abrir mão da comodidade a voltar a se consultar com ele.

Lembre-se: é ao paciente que cabe julgar se ele foi bem atendido.

 

O mau atendimento pode gerar uma crise no consultório

Em uma situação extrema, em que o mau atendimento é recorrente com vários pacientes, o consultório pode entrar em crise.

Isso costuma acontecer aos poucos. Um dos sinais é a redução do número de pacientes particulares e concentração de atendimentos a convênios.

Isso acontece porque, sem uma interação de qualidade na clínica, os pacientes procuram um serviço geralmente mais barato e que seja coberto pelo plano de saúde.

Essa troca diminui a receita do consultório, além de colocá-lo em um esquema de atendimento em massa, em um ritmo que pode ser exaustivo.

Com o tempo, o boca a boca negativo pode se espalhar

Não é apenas no âmbito do consultório que as reclamações e insatisfações serão expressadas.

As queixas podem chegar às rodas de conversa e aos grupos sociais do paciente, o que pode causar má fama ao profissional que o atendeu.

Com o tempo, perdem-se vários potenciais pacientes devido à propagação do boca a boca negativo. Amigos e conhecidos das pessoas que são atendidas podem fazer parte do mesmo público de atendimento, ou seja, seriam possíveis pacientes que a clínica perdeu.

O prontuário eletrônico pode ajudar

Uma das soluções para otimizar o relacionamento com os pacientes é o prontuário eletrônico. Além de melhorar a organização do consultório, ele pode ser usado em ações que melhoram o atendimento.

É possível, por exemplo, agendar uma ligação para o paciente 30 dias após a consulta, para lembrá-lo da próxima. Também fica mais fácil acessar a ficha dele a qualquer momento e responder dúvidas com mais rapidez. Isso evita o esquecimento do médico e a sensação de indiferença que o paciente poderia sentir sem esse contato mais próximo.

Com essa ferramenta, também é possível criar listas de medicamentos. Na hora de fazer a receita, tudo fica mais prático: basta selecionar os remédios indicados para o caso, imprimir e assinar. Isso evita eventuais reclamações sobre a caligrafia do médico e ainda poupa o tempo do profissional.

A adoção do prontuário eletrônico é uma sugestão possível e que não demanda tanto tempo para ser implementada. É possível começar hoje mesmo a melhorar o atendimento e evitar a perda de pacientes.

Se você quer melhorar ainda mais o atendimento na sua clínica, baixe nosso ebook Gestão da clínica médica – os 3 pilares que fazem toda a diferença e otimize seu consultório médico!

Deixe seu comentário