fbpx
Gestão

Afinal, como transformar meu consultório em uma clínica médica?

Ter o próprio consultório é uma grande conquista para médicos, sinônimo de independência e de realização profissional. No entanto, buscar outros desafios é natural em qualquer carreira. No caso da medicina, abrir uma clínica médica é um grande passo. Se você está pensando em transformar seu consultório em uma clínica, mas tem dúvidas de como fazer e de como se planejar, continue a leitura deste post para se informar mais sobre o assunto.

Neste conteúdo, você poderá descobrir as principais diferenças básicas entre um consultório e uma clínica e ler algumas dicas de como fazer essa transição. A leitura ainda poderá ajudar na reflexão, para decidir se esse é um bom momento para transformar seu consultório em uma clínica médica, visto que essa mudança causará impacto no funcionamento e na gestão, bem como nos gastos. Boa leitura!

Diferenças entre consultório e clínica médica

O consultório, como o próprio nome diz, é voltado para o atendimento de pacientes, por meio das consultas. Um médico pode ter seu consultório individual ou dividi-lo com outros médicos, sendo que cada um terá agendas independentes, secretárias próprias e identidades visuais diferentes. Apesar de ser focado no atendimento, podem ocorrer procedimentos médicos no consultório, apesar de isso não ser uma regra. A abertura de um consultório pode ser feita apenas com a apresentação de um CPF.

A clínica médica, por sua vez, não é focada no atendimento de pacientes. Ela pode possuir sim vários consultórios, mas como sua estrutura é maior e melhor, também é mais bem equipada, podem ocorrer exames, cirurgias e outros procedimentos. Há clínicas que possuem, até mesmo, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI). A abertura da clínica necessita de um CNPJ e de uma autorização.

Passos para transformar um consultório em clínica

Se você acredita que está na hora de transformar seu consultório em uma clínica, saiba que precisará providenciar diversos novos processos, para que tudo saia como planejado. A seguir, você poderá conferir uma lista com alguns passos para ajudar no planejamento da mudança, fazendo com que o processo seja mais organizado e seguro.

Monte um plano de negócios

O planejamento é extremamente importante para que tudo funcione da maneira correta. Por mais que o consultório esteja estabilizado, o processo de se tornar uma clínica médica exige que alguns estudos sejam feitos. O plano de negócios pode ajudar a mapear e estudar alguns pontos, como:

  • concorrência;
  • público-alvo;
  • fonte de receita;
  • estrutura dos custos;
  • atividades;
  • recursos;
  • proposta de valor.

Faça um levantamento de custos

Cada etapa da transformação gerará novos custos. Além de precisar de mais funcionários, será preciso comprar novos equipamentos, reformar e redecorar o novo ambiente, aluguel ou aquisição do novo espaço, compra de materiais para o estoque e possíveis terceirizações de serviços.

Saber quais serão os gastos faz com que diminua o risco de falta de verba para concluir a transição, e permite que os gestores se planejem para pedir um empréstimo ou fazer um financiamento.

Escolha um ponto bem localizado

É provável que um novo local seja necessário para a nova clínica, por demandar mais espaço do que um consultório. Buscar um ponto bem localizado é essencial para o sucesso do investimento. Se a clínica for oferecer diversas especialidades médicas, um local de fácil acesso é fator determinante para atrair novos pacientes. Estar próximo a estações de metrô e terminais de ônibus é uma boa dica para quem vai pesquisar locais.

Defina quais serviços serão oferecidos

É preciso definir quais serviços serão oferecidos na clínica — serão várias especialidades ou o foco será apenas em uma? Haverá espaço para cirurgias e exames? Essas questões devem ser definidas para que se pense e planeje a compra de equipamentos, a distribuição de espaço, contratação de novos profissionais, entre outras demandas.

Providencie a documentação necessária

Para que o funcionamento da clínica seja regularizado, é necessária uma licença. É importante que os documentos estejam em dia para não ter problemas com a fiscalização. Quando há a transição de consultório para clínica médica, os documentos também deverão ser atualizados. Busque se informar para que nada passe despercebido e você possa ter problemas.

Contrate novos funcionários

Recepcionistas, secretárias, enfermeiros e técnicos de enfermagem, assim como tantos outros profissionais fazem parte dos funcionários de uma clínica. Portanto, deverá ser feito um processo seletivo para contratar os novos colaboradores. É preciso ter critério na admissão, já que lidar com pacientes é um trabalho que exige atenção e educação por parte de todos os funcionários da clínica.

Analise ferramentas de sistema de gestão

Para gerenciar uma clínica, é preciso que os processos estejam consonantes e organizados. Nem sempre as agendas, as planilhas e os prontuários de papel serão bons recursos para o gerenciamento de documentos e atividades. Para modernizar os processos, busque e analise softwares de sistema de gestão para clínicas médicas. Essas ferramentas oferecem recursos, como controle do fluxo de caixa, prontuário virtual, controle financeiro, controle de convênio e emissão de relatórios de atendimento, financeiro, de rendimento, entre outros.

Além desses softwares, também existem outras ferramentas que permitem que os processos se tornem mais ágeis e fáceis, até mesmo, para acesso dos pacientes. É o caso do agendamento online de consultas. Esse recurso permite que o próprio paciente marque a consulta pela internet, sem precisar ligar e falar com a recepcionista. 

Neste post, você pôde conferir quais são algumas das etapas que ajudam a organizar a transição de um consultório para clínica médica. Você compreendeu que o plano de negócios e o levantamento dos custos são importantes para não haver surpresas desagradáveis durante o processo.

Também, percebeu que escolher bem o novo local e saber quais serviços serão oferecidos é crucial para atrair novos pacientes. Além disso, viu que providenciar a documentação exigida é prioridade e que a contratação de novos funcionários, e a utilização de um software de gestão de sistema são importantes para o bom funcionamento de uma clínica.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para aprender quais são os principais problemas na gestão de uma clínica médica!

Deixe seu comentário