fbpx
Gestão

Os 8 passos para uma clínica médica de sucesso

Mesmo dominando todas as práticas da medicina, uma habilidade geralmente escapa aos médicos proprietários de clínicas: a capacidade de gerir seu próprio negócio. Profissionais dessa área muitas vezes precisam recorrer a uma — leiga e imatura — veia empreendedora para desfrutar das vantagens de não trabalhar para outras empresas.

Arriscar-se em um negócio próprio pode trazer certa insegurança no início, mas, seguindo alguns passos básicos, é possível fazer com sua clínica médica prospere. Confira, no artigo de hoje, os 8 passos para uma clínica médica de sucesso!

Faça um planejamento estratégico

O planejamento estratégico é a única forma de garantir certo controle sobre o seu negócio. É preciso definir onde você quer chegar, quanto e como quer investir, se terá condições de esperar o tempo de retorno desse investimento ou se o rendimento mensal vai atender às suas necessidades.

No planejamento estratégico é feito um estudo dos cenários interno e externo do consultório, dos pontos fortes e fracos, bem como das ameaças e das oportunidades. É a partir do cruzamento desses dados que se faz a chamada Matriz SWOT, que dá origem às estratégias que vão nortear as atividades do negócio.

Vale lembrar que para realizar o planejamento estratégico é necessário contar com a participação de todas as pessoas que fazem parte da clínica. Além disso, ele precisa ser revisado com frequência — o ideal é revisá-lo, no mínimo, uma vez por ano.

Para saber mais sobre isso, conversar com profissionais que oferecem orientação é importante. Ir atrás daquele amigo médico que você admira e que já deu esse passo antes também é uma boa para tirar dúvidas e pedir conselhos.

Conheça seu mercado antes de investir na clínica médica

É necessário fazer uma boa análise de mercado para não ver todo o seu investimento indo por água abaixo por falta de adesão ao seu negócio. Saiba exatamente como funciona sua área de atuação, quais outros profissionais oferecem os mesmos serviços, qual é o perfil dos pacientes e o valor usualmente cobrado, caso a consulta ou os procedimentos sejam particulares.

Nesse momento você pode procurar a ajuda de empresas especializadas em analisar mercados. É um investimento que pode salvar você de erros básicos ou até mesmo de abrir um negócio e não conseguir mantê-lo.

Esse tipo de análise é muito importante para saber se o seu negócio é ou não rentável. Se você é especialista em ortopedia, por exemplo, e já existem muitos médicos especializados nessa área na sua cidade, abrir uma nova clínica pode não ser um bom negócio.

É claro que tudo isso deve ser minuciosamente analisado, pois existem diversos fatores envolvidos. Por esse motivo, a contratação de uma consultoria pode ser uma saída bastante interessante.

Informe-se sobre os planos de saúde da região

Para conseguir mais pacientes, você precisa atender ao maior número possível de planos de saúde. Para isso, você precisa se informar sobre quais planos têm cobertura na sua região de atuação.

Converse com outros médicos e pesquise na internet para obter essas e outras informações sobre o que cada plano exige para admitir novos médicos conveniados.

Contrate pessoas qualificadas

Uma clínica médica de sucesso não se faz apenas de profissionais formados em medicina. Você certamente precisará contar com a ajuda de enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem, auxiliares administrativos, secretárias, etc.

Se você está começando agora e não tem verba para contratar muitos profissionais, uma boa dica é otimizar funções. Você pode contratar como secretária uma pessoa formada em enfermagem, por exemplo. Assim, além de cuidar da sua agenda, ela poderá também fazer pequenos procedimentos como trocar um curativo ou aferir a pressão de um paciente em dias de muito movimento.

Tenha atenção às categorias de atendimento previstas pela ANS

Saber de antemão exatamente quais são as exigências da Agência Nacional de Saúde (ANS) para clínicas médicas é fundamental para não passar por problemas. O órgão estabelece 54 categorias de estabelecimentos médicos. Os principais são:

  • Clínica médica popular: apresenta vantagem de crescimento rápido do número de pacientes em relação às outras modalidades;
  • Consultório com até duas especialidades: quando até dois profissionais se unem, não necessariamente médicos. É possível uma parceria entre um ortopedista e um fisioterapeuta, por exemplo;
  • Clínica geral de procedimentos médicos simples: um pouco mais sofisticada, pode realizar procedimentos de baixa complexidade de forma eletiva. É preciso, para isso, mais investimento em materiais e estrutura.

Não subestime a necessidade de controle financeiro

Descuidar do setor financeiro e não contar com ajuda especializada é o motivo mais comum para a ruína de um negócio. É essencial administrar bem o valor que entra com os pagamentos, o que sai com as despesas e os lucros mensais — isso também é conhecido como fluxo de caixa.

Com um software de gestão é possível acompanhar com transparência a saúde financeira do empreendimento, o que evita erros e facilita as análises estratégicas e as tomadas de decisão.

Invista em estratégias de marketing

O marketing é fundamental hoje em dia em qualquer segmento de atuação — no ramo da medicina não é diferente. Para ter um negócio de sucesso, você precisa investir em estratégias de marketing para o seu consultório.

É claro que existem regras que regem a propaganda na área médica, como a proibição da publicação de selfies e da exposição de fotos dos pacientes, mas isso não impede que a sua clínica esteja presente nas mídias sociais como Facebook e Instagram, por exemplo.

Além do marketing digital, também deve-se investir no marketing tradicional, principalmente se o seu consultório for em cidades pequenas, no interior dos estados, onde as rádios e os jornais impressos locais ainda têm um alcance muito grande.

Para saber como e quando anunciar, sugere-se a contratação de uma agência de publicidade ou até mesmo de um profissional autônomo da área da comunicação para que ele possa lhe ajudar na divulgação do seu negócio.

Tenha noção dos processos como um todo

Como empreendedor, não adianta estar por dentro apenas da parte operacional do consultório. É preciso ter noção dos processos como um todo para acompanhar de perto se a clínica médica apresenta ou não um desempenho satisfatório e ajustar deslizes.

Já pensou em quanto um controle de estoque eficiente é imprescindível para o sucesso de um negócio na área de saúde? Ou na importância da organização dos prontuários médicos?

É preciso levar em conta também como a desistência de consultas em cima da hora por parte dos pacientes pode atrapalhar sua rotina e seus lucros e o quanto um trabalho de fidelização de clientes pode ser seu diferencial.

Todos esses aspectos elencados fazem parte do dia a dia de um consultório médico e você terá que saber lidar com todas essas situações acontecendo ao mesmo tempo — o que pode se tornar bastante complicado e estressante.

Mais uma vez, softwares de gestão são o caminho mais seguro para que você consiga ter noção de como vão todas áreas e saiba direcionar investimentos, modificar práticas e concentrar esforços.

Com uma visão macro da sua clínica médica, proporcionada por um sistema que reúne todas as informações essenciais, vai ser difícil ser pego de surpresa. Assim, o software funciona como a medicina preventiva.

Gostou das nossas dicas para ter a sua clínica médica de sucesso? Então assine a nossa newsletter e receber no seu e-mail as melhores informações, sempre em primeira mão!  Confira mais orientações preciosas em nosso “Guia para montar sua clínica médica”!

Deixe seu comentário