fbpx
Atendimento Automação

Como o prontuário eletrônico ajuda na humanização do paciente?

Como o prontuário eletrônico ajuda na humanização do paciente?

O prontuário eletrônico tem o mesmo papel de um prontuário físico, todavia, conta com os recursos da automação e da informática. É um dos mais importantes documentos de um paciente, servindo não só para acompanhamento do seu tratamento e evolução, como também para fornecer informações a outros profissionais que venham a tratar do paciente.

Manter um prontuário atualizado em cada atendimento não se trata apenas de uma boa prática médica, mas sim de responsabilidade profissional e civil. Quer dizer, os médicos devem anotar no prontuário do paciente todas as informações relacionadas ao seu atendimento, todos os procedimentos realizados, todos os diagnósticos, prescrições e informações relevantes.

Mais do que uma ferramenta de trabalho, o prontuário eletrônico ajuda a promover um atendimento mais humanizado. Ficou interessado? Quer saber mais? Confira!

Agilidade no atendimento com prontuário eletrônico

Para serem capazes de oferecer um diagnóstico com pouca margem de erro, os médicos precisam obter informações de forma rápida, completa e abrangente.

Quando se usa um prontuário em papel, se compromete muito tempo no preenchimento de fichas, receituários, registros de anamneses e assim por diante, tudo muito moroso. Isso, por si só, já acrescenta um tempo desnecessário ao atendimento do paciente.

Os processos manuais geram também um amontoado de registros, difíceis de organizar e de se buscar informações específicas.

Por outro lado, com o prontuário eletrônico é possível estruturar um histórico completo e digitalizado do estado de saúde do paciente, passível, inclusive, de ser acessado pelo médico de qualquer parte do mundo, bastando conexão com a internet.

O prontuário eletrônico também viabiliza que se faça buscas por palavras-chaves, fica seguro por meio de um sistema de backups de informações (o que evita perda de dados) e elimina as chances de se ter que enfrentar a ilegibilidade de informações.

Com isso se reduzem as filas de espera e a abordagem se torna mais pessoal, assertiva e, principalmente, rápida.

Redução de erros médicos

Não há como remediar: um simples erro na análise de um sintoma pode levar à perda de um paciente. Diante de tal responsabilidade, quanto mais confiáveis e completas forem as informações disponibilizadas aos médicos, menores serão as possibilidades de ocorrência de falhas.

Vale também ressaltar que a própria dificuldade em entender a caligrafia de receituários, prescrições e relatórios médicos manuais contribui muito para o surgimento de erros de medicação ou tratamento. Já com a utilização do prontuário eletrônico, todos esses problemas ficam no passado.

E isso não é tudo! O prontuário eletrônico possibilita o uso de alertas aos profissionais, sinalizando, por exemplo, alergias e interações medicamentosas.

Deixam de existir as anotações nas fichas médicas ou a dependência apenas da memória dos profissionais de saúde para que alertas automáticos sejam utilizados. Com isso, evitam-se erros na administração de fármacos e também se minimiza a ocorrência de erros médicos.

Humanização do atendimento

Apenas quando se faz uso de um sistema que individualiza as informações é que se pode personalizar o atendimento. É a exatamente a isso que se presta um software de prontuário eletrônico: otimizar as informações de cada indivíduo atendido entre os setores envolvidos nos processos médicos.

Com isso, a clínica ou hospital é capaz de oferecer um atendimento mais individualizado ao paciente. Isso porque os profissionais de saúde ficam respaldados sobre as condições clínicas de cada indivíduo, com informações completas e confiáveis, se mostrando um acompanhamento mais profundo e embasado.

Consegue perceber os ganhos que o prontuário eletrônico promove na humanização do atendimento ao paciente? Que tal entrar em contato conosco e conhecer o que temos a oferecer?

Deixe seu comentário