fbpx
Tecnologia

Prontuário eletrônico: 5 erros que impedem o sucesso do sistema

Prontuário eletrônico

O desenvolvimento do prontuário eletrônico é mais uma prova de que o avanço da tecnologia pode ser muito útil para facilitar o dia a dia das pessoas. Esse tipo de software traz benefícios não apenas para as clínicas, laboratórios ou hospitais como também para os próprios médicos, secretárias e até mesmo para os pacientes.

As vantagens da implementação de um prontuário eletrônico são inúmeras, tendo em vista que ele ajuda a ter uma melhor gestão das consultas, facilita o acesso ao histórico do paciente que está inserido em um sistema integrado e destaca possíveis pontos de atenção. Isso otimiza o tempo e colabora na realização de um diagnóstico mais preciso.

Conheça agora 5 erros que você não pode cometer na hora de colocar em prática essa tecnologia:

1. Esquecer o planejamento

Embora o uso de um prontuário eletrônico simplifique bastante a vida dos usuários, é importante saber que implantar qualquer sistema demanda planejamento.

Na verdade, no fim das contas esse erro é a raiz de todos que serão apontados a seguir, mas já de início podemos mencionar estimativas ruins de tempo ou de recursos e ausência de análise da rotina de uma empresa na hora do desenvolvimento ou da escolha do software como graves problemas.

Por isso, os profissionais responsáveis pela implementação precisam estar alinhados com a gestão estratégica da organização.

2. Tomar decisões de maneira vertical

Quando gestores agem sem consultar o restante da empresa existem grandes chances de suas decisões causarem problemas posteriormente.

Se você é dono de uma clínica, por exemplo, precisa saber qual é a opinião dos funcionários antes de efetuar uma mudança. Imagine que os médicos que usarão o software não são familiarizados com tecnologia.

A instalação de um prontuário eletrônico sem o devido diálogo pode ser desastrosa. O ideal é entender as dificuldades da equipe, procurar um sistema adequado e mostrar as vantagens de seu uso.

3. Subestimar a importância do treinamento

Não adianta apenas convencer os usuários sem fornecer a eles um treinamento apropriado durante o início da implantação. Não se pode esperar que eles estejam preparados para essa transição e que a leitura de um manual vá sanar as dúvidas.

Apenas um bom treinamento garante aproveitamento integral dos recursos de um software e diminui substancialmente as chances de dificuldades e erros.

4. Escolher mal os fornecedores

Esse erro pode acabar transformando a implementação do prontuário eletrônico, que deveria ser boa, em um transtorno. Para uma mudança como essa é preciso ter uma infraestrutura adequada.

Por isso, é indispensável definir bem os fornecedores não apenas do sistema que será utilizado como também de outros produtos e serviços relacionados (como provedor de internet, computadores, etc). De certa forma, essas empresas estarão sempre ligadas à sua, então é necessário que sejam de confiança.

5. Desconsiderar suporte e manutenção

Mesmo que todos os erros anteriores sejam evitados e que a implantação seja um sucesso, softwares precisam de suporte e manutenção. Questões como o surgimento de dúvidas dos usuários, a identificação de algum erro ou a necessidade de modificações na ferramenta não são incomuns e também devem ser levadas em consideração no momento da escolha do fornecedor do sistema.

Com um pouco de cuidado, a implementação de um prontuário eletrônico em uma clínica ou consultório pode ser um sucesso. Viu como é fácil? Entre em contato com a Nortesys para saber como o NORTESYS Clinic pode deixar sua empresa mais eficiente e tecnológica!

Deixe seu comentário