fbpx
Marketing

5 estratégias de marketing para clínicas de oncologia

Marketing

Qualquer estratégia com a intenção de atrair a atenção de um público, seja ele específico ou não, entra para o conceito de marketing. Ainda assim, muitas instituições mostram-se temerosas ao implementá-lo, por considerarem uma prática com intenções muito comerciais — até hoje, o marketing para clínicas é pouco utilizado e pouco difundido pela comunidade médica.

Para remover o caráter comercial, o marketing no segmento médico deve ser feito com cautela e da forma mais humanizada possível. Continue a leitura e saiba quais regras e estratégias podem ser seguidas. Vamos lá!

1. Crie um site

Utilize a internet para atrair novos pacientes, criando um site. Nele, você deve incluir suas informações e serviços. A maior vantagem é a exposição ininterrupta — por meio dele, você estará disponível 24 horas por dia e poderá interagir com os visitantes.

Ao mesmo tempo, você pode instituir o marketing de conteúdo para posicionar bem o seu site e dar mais visibilidade ao seu serviço. Assim, você construirá reputação e autoridade na internet, levando informações relevantes às pessoas.

O marketing de conteúdo consiste no fornecimento de informações com o foco na educação do paciente. É provável que, posteriormente, ele marque uma consulta e vá até você. Uma clínica de oncologia pode explicar, por exemplo, quais são os principais tipos de melanoma e tirar dúvidas sobre alguns tipos de câncer.

No entanto, você não precisa inserir somente informações sérias — afinal, elas serão encontradas aos montes pela internet. No marketing de conteúdo, o principal ponto é criar um diferencial. É provável que mulheres acometidas por câncer procurem meios para se sentirem mais bonitas e recuperarem a autoestima.

Dar dicas de maquiagem, cuidado pessoal e bem-estar tornará seu site mais bem posicionado e dará um caráter ainda mais humanizado à estratégia de marketing para clínicas.

2. Institua programas de relacionamento

Um programa de relacionamento tem como objetivo fazer com que os seus pacientes retornem à clínica e tornem-se, naturalmente, pacientes fiéis e assíduos. No meio médico, o programa de relacionamento deve ser formado por iniciativas que criem um sentimento de identificação do paciente com a instituição.

Os instrumentos utilizados são cartões de fidelidade, marcados a cada consulta do paciente, e acúmulo de pontos, que dependem do serviço utilizado. O objetivo não é apenas premiar os pacientes, então é necessário seguir algumas etapas.

Inicialmente, você deve analisar o que, provavelmente, está afastando seus pacientes. Com o estudo dos problemas, é possível ver o que necessita de melhora. O importante é que o programa de relacionamento só seja colocado em prática quando a solução para os demais problemas tenha sido encontrada.

Posteriormente, faça um estudo para conhecer seu público-alvo. Qual é a faixa etária deles? Qual gênero de pacientes predomina? O programa de relacionamento, para ser válido e fidelizar seus pacientes, precisa se adequar às suas necessidades e aos seus gostos.

Com a estratégia criada, defina as recompensas do programa. Preços diferenciados? Outras condições de pagamento? Participação em sorteios? Os produtos fornecidos pelo programa podem ser ingressos para espetáculos em um teatro, cinema ou outra atividade cultural.

3. Cuide da parte visual

Crie um logotipo, uma identidade e coloque-os nos itens de papelaria, no receituário e até mesmo nos exames. A parte visual da clínica deve ser pensada visando a reação e a personalidade do público-alvo, ou seja, transmitindo toda a seriedade e as intenções da clínica.

Uma clínica pediátrica pode investir em um consultório repleto de cores e brinquedos, e o médico pode seguir a mesma padronagem nos objetos que usa durante as consultas.

Já uma clínica estética não pode seguir o mesmo modelo. Por se tratar de um estabelecimento cujos serviços dependem da assepsia do local, a cor branca passará a ideia de limpeza, criando confiança no paciente.

Uma clínica de oncologia pode investir em um ambiente que seja sério e, ao mesmo tempo, aconchegante para os pacientes: que estão passando por um momento tão difícil. Para isso, tons de bege no ambiente e no logotipo deverão ser boas escolhas.

4. Relacione-se com os pacientes

E-mail

O relacionamento de um médico com o seu paciente pode ser construído por diversas formas. Uma delas é enviando lembretes e recados pelo e-mail. Envie informações sobre a clínica, confirme dados do paciente e faça-os serem os primeiros a terem acesso ao seu conteúdo.

O e-mail é uma poderosa arma utilizada no marketing de conteúdo, mas deve ser extremamente direcionado e, por isso, usado apenas com pacientes que já frequentam a clínica.

Redes sociais

É difícil conhecer alguém que não use o Facebook ou alguma outra rede social: apenas no Brasil, a plataforma atinge 102 milhões de pessoas. Além disso, a rede social permite algumas funcionalidades para a interação e o compartilhamento de informações.

Sendo assim, a modalidade permite que você interaja não só com os seus próprios pacientes, mas com qualquer um que acesse a plataforma. Você poderá responder comentários rapidamente e ter seu conteúdo compartilhado milhares de vezes, aumentando o seu alcance e tornando-o mais conhecido.

5. Priorize um atendimento de qualidade

Parece óbvio, mas a forma mais comum — e que ainda funciona — de conseguir novos clientes é por meio do boca a boca. Bons médicos e clínicas existem aos montes, mas o diferencial será o seu atendimento.

Lembre-se de que os pacientes de uma clínica de oncologia estão passando por um momento muito complicado em suas vidas. Com isso, treine os funcionários para que eles forneçam um atendimento o mais humanizado possível. Um atendimento robótico, por mais polido que seja, pode aparentar muita frieza aos pacientes.

Um bom atendimento não se restringe somente à parte presencial. Nas redes sociais e no site, é importante fornecer respostas sucintas e demonstrar disponibilidade para ajudar caso haja alguma dúvida.

O ambiente médico está se tornando cada vez mais acirrado. Por isso, é importante ter um diferencial para se destacar na área. Investir no marketing para clínicas pode ser um divisor de águas na história do seu estabelecimento: é a possibilidade de criar autoridade tanto no meio digital, quanto no meio presencial.

Gostou da nossa postagem? Que tal nos acompanhar nas redes sociais? Assim, você receberá em primeira mão anúncios sobre novos conteúdos. Estamos conectados no Facebook, no Twitter e no Google +!

Deixe seu comentário