fbpx
Financeiro

6 dicas para melhorar o controle financeiro de sua clínica

É claro que todo médico gostaria de ver sua clínica trazendo resultados financeiros cada vez melhores. Mas não basta empregar diferentes esforços e rezar para que os resultados apareçam. Não há como fugir: planejar é preciso.

Quer dizer, estudar as variáveis, analisar os diferentes contextos e traçar um planejamento eficiente, que se converta em um adequado controle financeiro de sua clínica faz toda a diferença.

Em um primeiro momento, pode até parecer que planejar as finanças é algo muito complicado, mas não é. Inclusive, é mais barato do que se imagina, carecendo apenas de um pouco de disciplina e atenção.

Pensando nisso, criamos este post com 6 dicas para melhorar o controle financeiro de sua clínica. Confira!

Antecipe o planejamento financeiro

É comum que os empreendedores deixem para se dedicar ao planejamento financeiro quando o ano se inicia. Mas ainda que seja um passo importante, pois significa que a “ficha caiu” quanto à necessidade planejar, o ideal é começar em meados de setembro, para que, no início do novo ano, tudo esteja bem consolidado.

Estipule um período de gestão do fluxo de caixa

A depender do tipo do negócio, o gestor pode estabelecer controles periódicos por dia, semana, quinzena ou mês. O cuidado deve ser o de não escolher um período muito longo, o que acarreta em maiores riscos de se perder o controle do fluxo de caixa.

De todo modo, a prática mais usual é o controle mensal.

Elimine ou reduza gastos desnecessários

Diminuir ou eliminar aqueles gastos supérfluos é sempre uma estratégia que rende ótimos resultados, principalmente no logo prazo. Não adianta: ainda que algumas coisas possam ser considerada essenciais, uma análise mais criteriosa irá identificar itens a descartar.

Defina uma representação para receitas e despesas

O cérebro humano tem uma facilidade muito grande de lidar com indicadores visuais. Quando se trata de números, estabelecer formas de diferenciar receitas e despesas por cores (verde e vermelho, por exemplo), pequenos detalhe tornam o entendimento muito mais simples e intuitivo.

Trabalhe com centros de custos

Os locais de onde as despesas se originam devem ser agrupados, por exemplo: Administração, Recursos Humanos, Comercial, Produção. Assim, fica mais simples saber de onde está saindo o dinheiro e em que ele está sendo investido.

Use um software de gestão

Assim como não se pode fazer um trabalho de qualidade sem que se tenha as ferramentas adequadas, no que se refere ao planejamento financeiro não é diferente.

Uma boa solução oferece um excelente suporte para o controle financeiro de sua clínica, permitindo a extração de relatórios, o acesso simplificado ao histórico de gastos e ganhos, entre outras facilidades. São recursos decisivos que permitirão que os dados dos passado sejam usados assertivamente para planejar o futuro.

Em suma, não desperdice tempo negligenciando os dados da sua empresa, deixando-os soltos ou sem controle. Mantenha tudo devidamente documentado e monitorado, estimulando uma cultura de controle financeiro no negócio.

Como você tem exercido o controle financeiro de sua clínica? Você aplica alguma dessas estratégias? Compartilhe conosco suas experiências deixando comentários!

Deixe seu comentário