fbpx
Tecnologia

Inovação médica: saiba como inovar na área da saúde

Durante muito tempo, a área da saúde foi exclusivamente voltada para assistência médica, pesquisa científica e tratamentos em geral, caracterizando um ambiente com padrões regulatórios e financeiros bem definidos e praticamente imutáveis.

Dessa forma, pouco era investido no empreendedorismo e nas inovações. No entanto, com o avanço tecnológico, percebe-se o oposto nos dias de hoje: a saúde agora representa um setor com grande potencial em desenvolvimento de novos produtos, modelos de negócios e serviços.

Confira, no post de hoje, por que a inovação médica é tão importante e saiba como promovê-la da melhor forma em sua clínica. Por fim, conheça as últimas tendências na área da saúde para os próximos anos e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

Boa leitura!

Tecnologia e inovações médicas

O desenvolvimento do ser humano está intrinsecamente relacionado à tecnologia. Dependemos cada vez mais de novidades e praticidades para buscar o melhor desempenho e a máxima produtividade —isso vale para todos os setores: o industrial, o agrícola, o comercial ou o campo da saúde.

Na medicina, os avanços tecnológicos foram cruciais para a criação de medicamentos capazes de curar doenças implacáveis e também para o surgimento de equipamentos que possibilitaram que os médicos pudessem ampliar o campo de alcance de seu trabalho, por exemplo.

Porém, outro grande ganho que a medicina teve com a tecnologia foi a possibilidade de inovar a partir dos desafios e oportunidades comuns do dia a dia — o que permitiu um foco na produtividade e no oferecimento de benefícios aos pacientes.

O mundo tem melhorado substancialmente nos últimos tempos por conta da tecnologia e na área da saúde não tem sido diferente. Quando aliada ao empreendedorismo, as inovações tecnológicas mostram-se totalmente eficazes e representam uma oportunidade de crescimento para qualquer clínica.

A importância das inovações

A inovação na área da saúde pode beneficiar tanto o estabelecimento como os usuários do mesmo. Para que ocorra um aproveitamento realmente válido a partir do investimento, é necessário um balanço entre os alvos das inovações.

Como exemplo podemos citar a redução dos custos na obtenção de um medicamento. Certamente, essa é uma inovação favorável para uma clínica, mas seria melhor aproveitada caso oferecesse também um amparo financeiro aos pacientes que necessitam de tal medicamento, propondo vantagens para todos os envolvidos.

A inovação com a tecnologia deve fazer com que os progressos obtidos cheguem realmente a quem precisa. O investimento nesse setor é essencial para que o atendimento ao usuário seja o melhor possível e, por meio da experiência entre o estabelecimento e o paciente, promove amparo e suporte para maximizar os resultados.

Com tudo equilibrado, além de contribuir para a eficiência do trabalho do médico, as inovações melhoram o desempenho dos serviços de saúde e a qualidade dos procedimentos, auxiliam na gestão de valores e custos e provocam um impacto extremamente positivo no setor econômico para a área da saúde.

As aplicações na área da saúde

Uma inovação bem-sucedida é aquela cuja aplicação é objetiva e sabiamente investida. Para tanto, é importante que um gestor e sua equipe sejam determinados e comprometidos com a causa, tomando decisões prudentes, corretas e, ao mesmo tempo, explorando os diferentes recursos e oportunidades.

É importante, ainda, que o gestor seja visionário na área médica e enxergue à frente do seu tempo, pensando em algo de que ainda não tenha sido totalmente aproveitado e que seja satisfatório para todos os envolvidos — fazendo, assim, com que a inovação tome força. Esse fator, portanto, exige organização e boa relação social.

É preciso ter em mente que a capacitação e o treinamento de todos os profissionais são indispensáveis, pois o espírito de grupo mantém as boas ideias estruturadas.  O investimento em tecnologia também é muito importante e pode ser representado pelo uso de softwares de gestão e administração.

As inovações podem ser aplicadas de diversas formas na área da saúde, mas devem ser reflexo de uma técnica que ofereça uma postura diferente aos pacientes. Ela pode ser focada na aplicação de novas políticas, novas especializações, novos serviços e novas ideias — tudo deve traduzir as tendências vistas nos últimos anos.

Últimas tendências no setor

As últimas tendências em inovações na área da saúde estão fortemente relacionadas à tecnologia e, atualmente, não estão restritas somente ao ambiente da clínica. Confira as principais tendências no setor:

Uso de aparelhos móveis

O smartphone é um aparelho mundialmente difundido e usado pelas pessoas, fazendo parte de suas vidas quase que por tempo integral durante o dia.

Partindo dessa ideia, eles telefones estão se tornando um dos mais importantes elos entre o médico e seu paciente, possibilitando um contato mais próximo e um monitoramento mais delicado — ele também serve como meio prático de registro e de envio de laudos médicos completos, automatizando diversos processos.

Home Care

Partindo da ideia de que a população mundial vem envelhecendo, é essencial que procedimentos médicos inovadores estejam voltados para atender a essa parcela da sociedade.

Dessa maneira, muitas novas técnicas servirão como meio de melhorar a qualidade do serviço e do atendimento para os idosos em suas casas. Para isso, o home care contará com transporte de equipamentos para tratamento, equipe médica móvel e redução de custos.

Investimento em biossimilares

Os medicamentos biossimilares são aqueles sintetizados a partir de organismos vivos controlados em laboratório — como, por exemplo, bactérias que sintetizam insulina.

Essa aposta é de grande valia, pois muitos estabelecimentos poderão ter sua própria produção de medicamentos dependendo da situação. Tal prática permite que, após a expiração de uma patente, outras empresas produzam o mesmo composto (ou similar), de maneira alternativa, gerando menos custo.

Telemedicina

A telemedicina é o uso de tecnologias e meios de comunicação para fornecimento de atendimento médico à distância — seja para casos urgentes, seja para consultas diárias.

Em diversos países, a telemedicina já é realizada e dispõe de uma plataforma online e de um prontuário eletrônico, no qual o paciente poderá interagir por meio do seu computador pessoal ou telefone celular.

Consultas por vídeoconferência e resultados de exames disponibilizados pela internet substituirão longos tempos de espera e proporcionarão uma busca mais eficaz por diagnósticos precisos e cruciais.

Internet das coisas (IoT)

Aliada à ideia de inteligência artificial, a internet das coisas (Internet of Things — IoT) é uma revolução tecnológica que permite a conexão de objetos e recursos do dia a dia — como a conexão dos utensílios domésticos aos aparelhos do trabalho, por exemplo.

No campo da medicina, a internet das coisas é usada para construir a automação de um fluxo de trabalho inteligente em clínicas e hospitais, tornando os processos mais seguros e rápidos, melhorando a experiência do paciente.

As inovações médicas são intrinsecamente ligadas à tecnologia e podem ser aplicadas por qualquer clínica que deseja promovê-las. Contudo, é necessário organização, responsabilidade e preparação de toda a equipe para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Gostou do nosso texto? Para mais informações sobre o assunto, entre em contato com a nossa empresa e veja como nós podemos ajudá-lo a inovar!

Deixe seu comentário